Onde se comenta o que foi e o que não foi notícia

15 de julho de 2024

Dalton Di Franco partiu

Por José Carlos Sá

Lamento a morte do colega Dalton Di Franco. Nos conhecemos quando cheguei a Porto Velho

15 de julho de 2024

Lampião e os Guerreiros do Sol – A resenha de hoje

Por José Carlos Sá

O capitão Virgulino Ferreira da Silva, conhecido como Lampião, o Rei do Cangaço, tocou o terror no Nordeste entre 1922 e 1938. Nesse livro ficamos conhecendo toda a rede de apoio que o cangaço dispunha

11 de julho de 2024

O dragão ruminante

Por José Carlos Sá

Se os dragões existissem de verdade, como eles produziriam o fogo que cospem?

09 de julho de 2024

Kafka morreu de rir

Por José Carlos Sá

Fui devolver um livro que foi extraviado de uma biblioteca e não receberam de volta. Estranho, não

07 de julho de 2024

Um sonho de matar

Por José Carlos Sá

Sonhei que eu era uma matador e fui contratado para executar três vítimas

04 de julho de 2024

A fantasma que criei

Por José Carlos Sá

Nunca houve nenhum aparecimento de algo sobrenatural, mas eu não estava convencido disso…

03 de julho de 2024

Amor, estranho amor

Por José Carlos Sá

O marido, casado há 55 anos, começou a ter ciúmes da esposa com o filho. O resultado foi um assassinato

28 de junho de 2024

Perseguição noturna

Por José Carlos Sá

O motoqueiro jogou luz alta nos meus olhos. Deixei ele me ultrapassar e fui atrás com o farol alto também. O cara se apavorou e fugiu

27 de junho de 2024

Errando o ‘álvaro’*

Por José Carlos Sá

A segunda maior ansiedade dos recrutas no serviço militar era atirar. Mas teve um recruta que errou o alvo. Bem, errou acertando outra coisa

23 de junho de 2024

O prefeito perfeito

Por José Carlos Sá

Graciliano Ramos foi revelado escritor de grande estilo a partir dos relatórios que fez como prefeito de uma cidade do interior de Alagoas

21 de junho de 2024

O cinzeiro enfeitiçado

Por José Carlos Sá

D. Alice quis livrar a casa do cheiro de bagana de cigarros. Sua atitude foi confundida com feitiçaria

20 de junho de 2024

O bicheiro do tempo

Por José Carlos Sá

Um captador de apostas faz previsões meteorológicas precisas. A Defesa Civil devia saber disso…

19 de junho de 2024

Uma andorinha engaiolada

Por José Carlos Sá

Lembrei de uma música que meu pai cantava. Não sei como essa recordação emergiu do fundo do pântano da minha memória

18 de junho de 2024

O meu crime perfeito

Por José Carlos Sá

Dei um susto no sujeito que atrapalhava o meu serviço. Sem consequências

14 de junho de 2024

Se casar, não reze

Por José Carlos Sá

Casamentos ou romances que começaram em festa junina ganham atenção nesta época, mas não pode rezar antes de consumar o ato

13 de junho de 2024

E viva Santantôim!

Por José Carlos Sá

Sou devoto de Santo Antônio desde criança. É uma ajuda para todas as horas