Categoria "Literatura"

12 de abril de 2021

Meu tio o Iauaretê – O que li no confinamento

Por José Carlos Sá

Guimarães Rosa escreveu um conto que é um monólogo/diálogo, em que um dos personagens não aparece e o narrador fala na primeira pessoa, se expressando ora em português, ora em tupi-guarani, já que era filho de um não-índio com uma descendente de indígenas

05 de março de 2021

Cemitérios fictícios

Por José Carlos Sá

Dois livros de ficção, da literatura brasileira, tinham como cenário cemitérios e falavam da situação do país naquele momento (Foto: Atores representam o protesto dos mortos, descrito em Incidente em Antares, no centro de Porto Alegre

03 de dezembro de 2020

Banzo – O que li no confinamento

Por José Carlos Sá

O livro Banzo foi escrito em 1912 e fala do exílio dentro do exílio. Após a libertação dos escravos eles foram entregues à própria sorte

31 de outubro de 2020

O Saci e eu

Por José Carlos Sá

Hoje é o Dia Nacional do Saci. Quem é que sabe?

24 de agosto de 2020

Augusto Matraga – O que li no confinamento

Por José Carlos Sá

O conto A hora e a vez de Augusto Matraga faz parte do livro Sagarana, a primeira obra do mineiro Guimarães Rosa, lançado em 1946 e que já serviu de roteiro para, pelo menos, três filmes

16 de agosto de 2020

O homem (quase) nu

Por José Carlos Sá

Fiquei trancado fora de casa e o portão com o cadeado. As chaves ficaram dentro do carro, na rua

23 de julho de 2020

Rato de biblioteca

Por José Carlos Sá

Dois livros que foram devolvidos às respectivas bibliotecas mais de 20 depois de empretados