05 de novembro de 2021

Pra lá de Marrakech

Por José Carlos Sá

Mesquita Cutubia, um dos pontos turísticos de Marrakesh (Foto Divulgação Governo do Marrocos)

Como se ninguém estivesse vendo, sem nenhum pudor, o governador de Santa Catarina Carlos Moisés (sem partido) arranjou um jeito de premiar a Assembleia Legislativa pelos bons “serviços” prestados à administração estadual. O presidente da ALE-SC, deputado Mauro de Nadal (MDB), vai ocupar a cadeira de governador por sete dias enquanto o titular viaja para a Escócia. Para o plano dar certo, a vice-governadora Daniela Reinehr foi enviada para representar o Estado em um evento nos Emirados Árabes. Olhei no mapa. Os Emirados ficam pra lá de Marrakech!

Explico a encrenca.

O governador Moisés foi alvo de dois pedidos de impeachment, com afastamentos do cargo. Em um desses afastamentos a vice-governadora Daniela,  pensando que o colega de chapa não voltaria mais, trocou um monte de secretários e assessores, que foram reempossados no retorno de Moisés.

No primeiro processo de afastamento, o governador mantinha distância do mundo político, despachando da residência oficial, aqui denominada Casa d’Agronômica. Para escapar desse processo e do segundo – que apurou a compra de 200 respiradores, pagos adiantado e não recebidos até hoje – houve um rearranjo do governo estadual, com a entrega de secretarias e outros órgãos importantes a deputados ou a pessoas por eles indicados.

Não sei se a cessão efêmera da cadeira de governador fez parte do trato para livrar Moisés de ser ‘impichado’, mas que parece, ah, parece!

Tags

deputado Mauro de Nadal Emirados Árabel governador Carlos Moisés da Silva Marrakech Vice Governador 

Compartilhar

Comentários

  • Leo Ladeia disse:

    Existem coisas que são totalmente dispensáveis: atestado de pobreza – também conhecido como declaração de hipossuficiência (*), firma reconhecida em cartório, cóccix que vem a ser aquele ossinho perto do uropígio (*) para provar que já tivemos cauda, título de eleitor que vem a ser aquele papilin que não se usa para votar, MP-Medida provisória (*) – não confundir com aquele MP que é o bicho papão dos políticos vorazes e como a lista é enorme e devo me ater ao tema, qualquer cargo SUPLENTE – olha a dona Daniela Reinehr dos Emirados aí gente!!!, além dos ADJUNTOS E VICES mesmo que estejam insculpidos (*) na Constituição Federal.
    NB: (*) PQP para os íntimos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*