04 de fevereiro de 2021

Piaba no leite

Por José Carlos Sá

Uma piabinha foi encontrada nadando no leite batizado (Foto internet)

Raramente eu bebo leite puro, direto da caixinha. Geralmente misturo o leite ao café. Agora à tarde, comi uns biscoitinhos ficando com a garganta seca e resolvi beber leite para  “empurrar” a massa para baixo. O líquido era branco, mas o gosto não lembrava nem de longe o sabor que guardo na minha memória sensorial.

Meu avô Benedito contou um causo ocorrido em Teófilo Otoni, envolvendo o leite.

Antes do sitiante colocar o leite no latão, ele acrescentava uns “quatro dedinhos” de água. O leiteiro, que levava o produto para a cidade, ao chegar à última ponte, descia da carroça e trazia água do córrego para “completar” os vasilhames.

O homem do armazém recebia a parte dele e coava o leite para retirar a gordura e colocar mais um pouquinho de água. Em uma dessas ocasiões, ao coar o leite, pulou no pano uma piaba faceira.

Naquele tempo não tinha Procon, mas se fosse hoje não adiantaria muita coisa.

Tags

Água no leite Benedito Caetano Minas Gerais Teófilo Otoni 

Compartilhar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*