31 de março de 2020

A Revolta Federalista e o turismo

Por José Carlos Sá

Fortaleza de Santa Cruz, na ilha de Anhatomirim, vista do mar (Foto JCarlos/2019)

Quando estivemos pela primeira vez em Santa Catarina, em 2012, fizemos o passeio de escuna pela baía do norte da ilha onde está localizada Florianópolis, desembarcamos na ilha de Anhatomirim e visitamos a fortaleza de Santa Cruz. O guia falou superficialmente sobre a importância do forte para o sistema de defesa da antiga vila do Desterro, que acabou nas mãos dos espanhóis.

Busto de Júlio de Castilhos (Foto JCarlos/2014)

Em 2014 visitamos o Rio Grande do Sul e um dos locais que fiz questão ir, em Porto Alegre, foi o museu dedicado ao Júlio de Castilhos, homenageado em Porto Velho emprestando seu nome a uma das ruas centrais da capital rondoniense. Não sabia então que Julio de Castilhos foi a causa da Revolta Federalista, tema deste post.

Há poucos anos eu fazia uma pesquisa sobre o serviço militar, pois o JP havia se alistado e eu não sabia como era o recrutamento, já que servi à Aeronáutica entre 1976 e 1980. No youtube, logo abaixo do vídeo sobre o assunto que eu procurava, vi a história sobre o cerco da Lapa, no Paraná. Pouco tempo depois visitamos o local.

Sentido horário: Panteão dos Heróis; Casa de Câmara e Cadeia; Arma usada no cerco e, em segundo plano a relação dos mortos na batalha; revólver do coronel que liderou a resistência. (Fotos JCarlos /2017)

A batalha também fez parte da Revolta Federalista, quando os republicanos da cidade, com poucas armas e munições, conseguiu atrasar o avanço das tropas federalistas que queriam chegar ao Rio de Janeiro e revogar a proclamação da República. Os lapeanos foram fundamentais para que as tropas do governo federal dispersassem os revoltosos.

Agora, aproveitando para estudar mais um pouco sobre a história de Santa Catarina, encontro nos livros que leio o final trágico que teve a Revolta Federalista no estado: entre militares, políticos e pessoas do povo, 285 morreram fuzilados.

O local de fuzilamento foi na fortaleza de Santa Cruz, na ilha de Anhatomirim. Segundo consta, os corpos foram jogados ao mar e alguns cadáveres foram levados pela correnteza marítima para a capital da Província, Vila do Desterro, que depois desse episódio passou a se chamar Florianópolis.

Tags

Ilha de Anhatomirim Lapa Paraná Revolta Federalista Rio de Janeiro Vila do Desterro 

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*