19 de fevereiro de 2011

FRASE

Por José Carlos Sá

O outro lado – Nos anos 90, o sindicalista Roberto Sobrinho era um verdadeiro terror para os prefeitos e governadores, liderando as massas em passeatas e até na queima de pneus como forma de protesto. Certamente não esperava, que anos depois, se transformaria em alcaide e também alvo da mobilização das entidades estudantis e populares. Agora virou vidraça.” Jornalista Carlos Sperança, na coluna “Sem Papas na Língua”, no Diário da Amazônia e no Gente de Opinião.
Eu pensei em comentar isso aqui, no blog, mas esqueci.

Tags

Carlos Sperança Imprensa caripuna Roberto Sobrinho 

Compartilhar

Comentários

  • Eu pensei em fazer este comentário, mas deixei prá lá. O Carlão, com mais propriedade o fez. Assino embaixo. Em 1989, fiquei preso no gabinete da Seduc, quando o Sintero "abraçou" a Seduc e entrou com um caixão de defunto. Minha secretária, então grávida de 6 meses (do marido dela), desmaiou de susto e teve que ser levada ao pronto-socorro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*