16 de novembro de 2021

Deu no jornal

Por José Carlos Sá

Com a inflação acumulada chegando a 9,77% este ano, as pessoas buscam alternativas para equilibar o orçamento, cortando despesas que podem ser deixadas em um plano secundário, como fez este homem de 21 anos, morador no município de Rio Negrinho, localizado a 253 quilômetros de Florianópolis.

Ele economizou cortando as despesas das taxas para conseguir uma Carteira Nacional de Habilitação para motocicletas (R$ 1.487,15 com taxas e curso); não pagou o IPVA de uma motocicleta Honda desde 2016, cerca de R$ 506,00 e deixou de comprar pneus novos, que estão, em média R$ 200,00 o par. Ele também improvisou, manualmente, uma placa, que está custando, por baixo, R$ 500,00 nas empresas autorizadas.

Mas mesmo com todo este esforço, a iniciativa de sobrevivência não foi reconhecida pelos inspetores da Polícia Rodoviária Federal que apreenderam o veículo e multaram o cidadão. Vejam como o assunto foi noticiado:

Não dá para ir contra a burocracia…

Tags

Deu no saite Inflação IPVA PRF Rio Negrinho Santa Catarina 

Compartilhar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*