09 de fevereiro de 2021

“Esse entende do assunto”

Por José Carlos Sá

Demonstrei o manuseio de uma pistola .45 fazendo sucesso entre os cinegrafistas (Fotograma Escopetak12/YouTube)

Eu era repórter da TV Alterosa (SBT) de Belo Horizonte e fui cobrir uma entrevista coletiva com a apresentação da Polícia Civil de armas de fogo apreendidas durante o mês em todo Esta do de Minas Gerais. Era muita arma e de toda espécie – revólveres, pistolas, garruchas de um e dois canos, espingardas diversas, inclusive muitas ‘pica-pau’ (artesanais) e escopetas, famosa “12”, formando um monte de quase um metro e meio de altura no centro de uma sala.

Depois da entrevista, o cinegrafista foi fazer imagens de cobertura, filmando as armas com detalhe. Então ele pediu para que eu pegasse uma arma e a manipulasse. Peguei uma pistola e fiz a manobra de carregar a arma. Os cinegrafistas de outras emissoras, vendo a minha performance, pediram para que eu posasse para eles (na verdade, minhas mãos). Repeti a manobra várias vezes e ouvi um comentário, que a mim soou como elogio: “Esse cara entende do assunto!”

Uma noite – depois das 22 horas – eu estava de serviço no quartel, como Cabo do Dia junto à Casa de Força (gerador), quando ouvi o barulho de algo caindo no depósito de chapas de aço inox, usadas para reparos dos aviões da FAB, que ficava em frente onde eu estava. Telefonei para a Casa da Guarda e dei ciência ao Sargento de Dia, que orientou para que eu chamasse a sentinela mais próxima e ficássemos vigiando o depósito até a patrulha chegar. Ambos municiamos as respectivas armas, ele o fuzil HK33 e eu uma pistola Colt .45. O pessoal da patrulha cercou o depósito e entrou na mata que havia atrás do prédio, mas não havia nem sinal do visitante noturno. No dia seguinte, ao abrirem o local, notaram que duas telhas de alumínio haviam sido retiradas e uma chapa de aço inox estava no chão.

Voltando à noite anterior. Entrei para a Casa de Força e fui descarregar a arma, para evitar um acidente, mas a cada “golpe” que eu dava na parte superior da arma, um projetil era expelido e outro entrava na câmara. No nervosismo, esqueci de tirar o pente de munição e repeti a leseira nove vezes até a arma ficar descarregada…

Tags

Belo Horizonte Colt.45 FAB HK33 Polícia Civil MG SBT TV Alterosa 

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*