31 de janeiro de 2021

Interesse botânico

Por José Carlos Sá

Desde que o rapaz da coleta de resíduos reclamou do “pintadinho”, que tentou morder a mão dele para proteger o lixo doméstico, passamos a prender os cães quando se aproxima a hora do caminhão passar (https://bit.ly/3teyeTa).

A Aralia que confundiu o coletor, que pensava ser maconha (Fotos Plant Materia e Cytis/Pixabay)

Ontem, por coincidência, eu estava na garagem quando o caminhão passou. Fiquei aguardando as sacolas serem recolhidas para libertar os cães que latiam no confinamento deles.
O coletor, ao me ver, se aproximou do muro e perguntou:
– Que planta é aquela que o senhor tem lá em cima, na sacada?
– Qual? Temos mais de dez espécies lá…
– Aquela com as folhas abertas. E mostrou a palma da mão com os dedos separados.
– Ah! Uma que parece com a folha da maconha?
Fez que sim com a cabeça, com os olhos brilhando.
– Eu não sei o nome, minha esposa é quem sabe. Mas te garanto, não é maconha. A folha de maconha é mais larga…
Ele concordou sorrindo e agradeceu.
A planta que confundiu o gari é uma Aralia (Dizygotheca elegantissima).

Tags

Aralia Botânica maconha Pintadinho 

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*