08 de novembro de 2020

Turbulência

Por José Carlos Sá

Turbulência é uma coisa desagradável (Foto internet)

Uma das coisas desagradáveis em uma viagem de avião é quando passamos por uma área de turbulência. No voo, entre Florianópolis e São Paulo passamos por uma violenta. Depois, no procedimento de descida em Confins (MG), outra. O avião balançava – diria o poeta – como uma folha ao vento.

O dr. Orestes Muniz me contou que quando ele era deputado federal, indo de Brasília para Porto Velho, o avião entrou em uma área de turbulência repentinamente. Passageiros que não estavam com os cintos afivelados bateram as cabeças no teto, a comissária, com carrinho e tudo, foi arremessada para o alto e se machucou. Nisso, um menino começou a falar: 

– Vai cair! Vai cair! Vai cair!
O pai dele disse:

– Cala a boca, menino!

E a resposta:

– Tá com medo! Tá com medo! Tá com medo!

Tags

Brasília Orestes Muniz Porto Velho 

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*