20 de outubro de 2020

Gado na pista

Por José Carlos Sá

O avião se partiu em dois depois de bater em uma vaca (Foto Manoel Herles)

Li no G1-AC que um monomotor caiu na pista depois de se chocar com uma vaca que surgiu quando o avião estava decolando. A aeronave bateu o trem de aterrissagem no animal e depois caiu, se partindo em dois pedaços. Felizmente não houve feridos. O caso aconteceu no município de Jordão, no Acre.

Eu era assessor do vice-governador de Rondônia e voltávamos de um evento ocorrido em Vilhena, no sul do estado. A então prefeita do município de Pimenta Bueno, professora Inês Zanol, pediu uma carona no avião e foi atendida.

Logo depois da decolagem, a prefeita me deu um pedaço de papel com o nome de um sargento da PM e o número de telefone e disse:

– Zé Carlos, por favor, ligue para o sargento e peça a ele para retirar o gado da pista de pouso.

Fiz o que ela pediu, mas pensando que era uma senha, para que alguém a fosse buscar no aeroporto.

Aterrissamos em Pimenta Bueno e vi, pela janela, que toda a extensão da pista estava cheia de esterco (para não dizer outra coisa) de gado.

Falei para a prefeita o que eu tinha pensado, ela riu e explicou que um criador das proximidades “guardava” o gado dele na área do aeroporto, que era toda cercada…

Folgado!

Tags

G1-AC Inês Zanol Pimenta Bueno Rondônia 

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*