08 de outubro de 2020

1912 – Vitória na Selva – O que li no confinamento

Por José Carlos Sá

Este livro contextualiza a construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré e acrescenta mais personagens (Foto divulgação)

O livro “1912 – Vitória na Selva – Uma das mais fantásticas páginas da História do Brasil e do Mundo Moderno”, de autoria do advogado e membro da Academia Rondoniense de Letras, Ciências e Artes de Rondônia, Ricardo Leite, contextualiza a história das tentativas e da construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré e das diversas personagens que tiveram papel na epopeia ferroviária.

Conheci o autor em um evento – promovido não sei mais por quem – que reuniu no auditório da Embratel todas as entidades que tinham algum projeto “para” a Madeira-Mamoré. Fui representando Furnas, que realizava o estudo de viabilidade para asuzina de Santo Antônio e Jirau, com impacto em vários trechos da extinta ferrovia. Ricardo Leite se apresentou e solicitou um exemplar do livro “Ferrovia do Diabo”, que teve uma reedição patrocinada por Furnas.

Daí em diante sempre que nos encontrávamos, trocávamos figurinhas. Li o livro em e-book que foi editado pela Temática Editora/2020.

Tags

Asuzina EFMM Furnas Ricardo Leite Temática Editora 

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*