05 de setembro de 2020

Quase sonâmbulo

Por José Carlos Sá

Às vezes eu me levanto da cama de manhã e o meu espírito não acompanha o corpo. Falo isso por que desço para a sala no piloto automático e faço minhas atividades matinais também no reflexo.

Modelo de cafeteira parecida com a nossa (Foto divulgação)

Uma dessas atividades é coar o café. Já aconteceu de tudo: Não coloquei água no recipiente e fiquei aguardando o café aparecer na jarra. A cafeteira fazia ruído e nada do líquido… Resultado, a jarra de vidro rachou o fundo.

De outra vez, coloquei a água e o pó e esqueci o filtro… A terceira, e pior, coloquei água na cafeteira, o filtro, a medida de pó de café e liguei o aparelho. Liguei o computador e aguardei o barulho da água quente caindo na jarra. Ouvi o barulho, mas era diferente. Esqueci-me de colocar a jarra e o precioso líquido quente e cheiroso se espalhou pelo balcão e chão da cozinha.

Mas não sou o único distraído. Um conhecido disse que colocou a água na cafeteira, o filtro, o pó e ligou a máquina e foi abrir o bar da família, no terreno ao lado, quando a filha dele chegou correndo: – Pai, o senhor quer botar fogo na casa?

Ele não tinha fechado a tampa da cafeteira, que enviava esguichos de água fervendo pela cozinha…

Tags

Distração Leseira 

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*