12 de julho de 2020

Bur(r)ocratizaram o credenciamento

Por José Carlos Sá

Há pouco mais de um mês eu soube que para a cobertura de um evento em que teria a presença do vice-presidente Hamilton Mourão, em Porto Velho (10/06), a lista de documentos necessários ao credenciamento dos profissionais de Imprensa era imensa e vai dos nomes dos pais à cópia do contrato de trabalho com a empresa jornalística. Só faltou pedirem o teste do pezinho.
 
Antigamente se o jornalista fosse “fichado” pelos arapongas do SNI (Serviço Nacional de Informação), ele não era credenciado.
 
Coordenei a visita do então vice-presidente José Alencar a Porto Velho,em 2003, para uma palestra sobre Economia e a inauguração da Casa da Indústria, sede da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia.
 
Para aquele evento e outros que contaram com as presenças do presidente Lula e da presidente Dilma, se exigia o pedido de credenciamento feito pelo veículo de imprensa, por e-mail e uma foto 3 x 4 para o crachá. Houve evento em que não se exigiu fotografia.

Tags

Fiero José Alencar Secom - PR SNI vice-presidente Hamilton Mourão 

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*