05 de junho de 2020

No meio do ambiente

Por José Carlos Sá

A Ilha de Santa Catarina ainda tem muitas manchas da Mata Atlântica (Foto Touron)

Enquanto setores do Ministério do Meio Ambiente ensaiam anistiar quem fez desmatamentos ilegais no que sobrou da Mata Atlântica e tenta tirar a Ilha de Santa Catarina (grande parte do município de Florianópolis) da área de abrangência da Lei específica desse bioma, para permitir mais desmatamentos para abertura de loteamentos, há iniciativas de particulares que seguem em sentido oposto ao “oficial”.

Print da página dupla do jornal ND, assinada pela Marcela

Leiam a matéria especial que a Marcela preparou para esta data: https://bit.ly/30cG43S

Os incêndios são contantes em Santa Catarina (Foto incêndio no Parque do Rio Vermelho, em Florianópolis – Anderson Coelho/ND)

Estiagem também preocupa

Florianópolis tem registrado desde o início do ano inúmeros focos de incêndios em parques e também em outras áreas, como na Beira Mar Sul. Além do fogo, há a escassez de água. A Lagoa do Peri agoniza com o volume de água muito baixo, o que afeta o abastecimento no Sul da Ilha.  Hoje, Dia Mundial do Meio Ambiente, os bombeiros e a PMA (Polícia Militar Ambiental) possivelmente estejam combatendo o incêndio que avança em parte da riqueza do Parque Estadual do Rio Vermelho.

Dados do Corpo de Bombeiros indicam que entre janeiro e abril foram destruídos pelo fogo 163 hectares do parque. Os casos de incêndios aumentaram neste ano em todo o Estado de Santa Catarina pela estiagem que se prolonga há meses. Entre janeiro e maio os bombeiros militares registraram 3.369 ocorrências, número quase cinco vezes maior do que os incêndios ocorridos no mesmo período do ano passado, 692.

Os números negativos têm se acumulado nos últimos e quem tem contribuído para isso não é apenas as condições do tempo, como a baixa umidade e a força do vento. De forma intencional ou acidental, são os seres humanos que provocam os incêndios. A conscientização é a alternativa mais consistente para que esse cenário mude, por isso o IMA (Instituto do Meio Ambiente) lançou a campanha Nosso Parque com orientações para os moradores de entorno dos parques no Estado.

(Marcela Ximenes, para o Banzeiros)