02 de junho de 2020

Os princípios da manutenção de computadores aplicados a fogões

Por José Carlos Sá

A ignição do fogão voltou a funcionar magicamente (Foto internet)

Quem já não passou pelo vexame de chamar o “cara” da TI e o desgraçado do computador voltar a funcionar sem que o técnico nem chegasse perto?

Há algum tempo o nosso fogão, que tem acendimento elétrico, parou de dar a faísca. Acender o forno é uma novela e só pode ser feito a quatro mãos: um segura o biloto do gás, enquanto o outro acende o fósforo e chega a chama aos queimadores. Passa até a vontade de comer bolo ou torradas. Chamamos o técnico em meados de março, ele não veio no dia combinado, começou a quarentena e deixamos pra lá.

Sábado a torneira da cozinha começou a gotejar, apelei para o Dr. Google e vi que era “só” trocar o reparo e estava resolvido. Comprei o bendito reparo e o troquei. Acontece que coloquei mais força que o necessário e provoquei uma fissura na torneira. Depois soube que as torneiras da marca Hydra têm estas cositas: obsolescência programada para um ano!

Chamei o bombeiro hidráulico, que trocou a torneira e etc. A Marcela perguntou se ele consertava a parte elétrica do fogão. A resposta foi positiva e ela foi demonstrar. Afastou o fogão da parede, ligou a tomada, que estava desligada desde o mês de março, torceu o botão de acendimento e Fiat Lux! O fogão acendeu!

Foi uma gargalhada só.

Tags

Google Hydra TI 

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*