13 de junho de 2015

Coisas da Chapada – I

Por José Carlos Sá

Vou comentar, a partir deste pôste, coisas que vimos no município de Chapada dos Guimarães – MT. Ficamos hospedados em uma pousada no centro da cidade histórica – região ocupada desde meados dos anos 1750, por ordem do Governador Geral da Capitania de Mato Grosso, o nosso conhecido Dom Antônio Rolim de Moura Tavares (Real Forte Príncipe da Beira) – na praça Dom Wunibaldo. A pousada é bem simples, parece que foi sendo acrescida de puxadinhos, pois o quarto em que ficamos tinha uma estranha configuração. Valeu pela localização, café da manhã e o que mais importa: cama e banho.

Chegamos na quinta-feira, Corpus Christi e, na sexta era o Dia Mundial do Meio Ambiente. Levantamos cedo para conhecer os arredores e na praça tinha lixo para todo lado. Já havia grupos que iriam participar de eventos sobre a conservação ambiental. Esta dicotomia chamou minha atenção.

A cidade é pequena (pouco mais de 17 mil habitantes, segundo o IBGE/2010), mas as ruas são esburacadas, sujas e mal conservadas. A arquitetura é variada, com casario colonial e moderno. A Igreja de Sant’Ana é tombada pelo Iphan desde 1953. Vamos às fotos.

Chapada1 (11)

Igreja de Sant’Ana

Chapada2 (17)

Casas antigas

Casa ecológica

Casa com cobertura vegetal. Ecológica #SQN

Casario

Casario colonial

Chapada1 (122)

Pousada Bom Jardim, bem localizada, mas… (Fotos JCarlos)

Tags

Chapada dos Guimarães Mar Mato Grosso Turismo 

Compartilhar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*