18 de fevereiro de 2015

CARNAVAL NA SELVA

Por José Carlos Sá

Em 2013, finalzinho do ano, compramos um pacote oferecido pelo Pakaás Lodge, em Guajará-Mirim, para o carnaval 2014. Como todo mundo sabe, houve a “mãe-de-todas-as-cheias” que interditou as rodovias e também atingiu o hotel. Não pudemos ir após a enchente, por vários motivos.

Com a ajuda do nosso meteorologista e hidrólogo Dayan Saldanha,  ‘logramos êxito’ e fomos passar este feriado de carnaval na ‘Pérola do Mamoré’. E pense num lugar tranquilo…

 

A estrada não está boa, mas não é nada que um pouco de calma não possa superar. A ponte sobre o rio Araras, sim, é preocupante. Tábuas soltas e algumas já apodrecidas. A ponte metálica, vale lembrar, é legado da EFMM. Ao lado vemos estrutura da base, em concreto, daquela que seria a nova ponte para nos recordar que o Governo Federal (não) olha para cá e (não) temos deputados federais e senadores que lutem por nós. E o Chapolim Colorado, que poderia nos salvar, morreu!

Mas foram quatro dias de tranquilidade em que a Mar e eu descansamos muito. Obrigado dr. Paulo Saldanha pelas histórias e ao Dayan pela assessoria.

Sim, o hotel mantém o ótimo padrão, especialmente na gastronomia.
Atualizada em 21/02/2015

Tags

Dayan Saldanha EFMM Guajará-Mirim Pakaás Paulo Saldanha 

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*