29 de outubro de 2014

BOCA SANTA

Por José Carlos Sá

Fui elogiar o secretário da Semusb pela iniciativa de antecipar a limpeza dos cemitérios e ele sai na primeira canetada do prefeito Mauro Nazif após as eleições 2014. Em alguns saites, a explicação para as exonerações seria denúncias de irregularidades.

Nesta terça-feira teriam saído os secretários:
* Jailson Ramalho Ferreira, da Administração – Volta à condição de adjunto, com a volta de Mário Medeiros, derrotado nas urnas, para deputado federal (6.700 votos);
* Ricardo Fávaro, de Serviços Básicos – Provavelmente enrolado com a contratação da nova empresa para coleta de lixo domiciliar no município de Porto Velho. Viram fumus de irregularidades, e onde há fumaça… chamem os bombeiros, por que com certeza terá fogo;
* Christian Piana Camurça, presidente da Funcultural – Em rota de colisão com vereadores, que também desconfiam de problemas na contratação de empresas para a realização das festas de 100 anos de Porto Velho;
* Niedja Félix Santana, dos Esportes e Lazer – Esta tem uma denúncia, também de vereadores, sobre superfaturamento na compra de materiais esportivos e outros assuntos.

Enquanto o prefeito não explica as mudanças, seguem as especulações de praxe.