05 de julho de 2013

A NOVÍSSIMA PORTO VELHO

Por José Carlos Sá

Sempre que podemos, a reportagem do Banzeiros sai descobrindo nossa cidade. Visitamos o antigo, o moderno e aquilo que está em transição. Sempre nos surpreendemos. Em pesquisa realizada pela ONU e publicada hoje no saite ambiental EcoDebates, é feita a projeção de que, com a urbanização rápida, em 2050, o mundo terá três bilhões de pessoas vivendo em favelas. Preocupante.
Nas fotos deste e do próximo post, mostramos uma cidade que está surgindo. Seguindo a tradição porto-velhense, “espontaneamente”, sem governo, sem regras, sem nada. “Depois a gente vê”, nos disse uma senhora que mora no “bairro Lagoa Azul”.
O assunto já está sendo acompanhando pela Imprensa caripuna. O jornal Diário da Amazônia publicou matéria sobre as ocupações na edição de 2 de julho mostrando um pouco dessa realidade dos “sem títulos”.
Veja agora sob a visão da equipe de reportagem do Banzeiros.

“Bairro Planalto”, a esquerda da avenida Calama, uns dois ou três quilômetros depois da avenida Mamoré (Fotos Marcela Ximenes)