25 de outubro de 2012

DO OUTRO LADO DA PONTE

Por José Carlos Sá

A nossa ponte sobre o rio Madeira está quase pronta.

Muita história já aconteceu e muito mais acontecerá, enquanto as águas barrentas continuam indo em direção ao rio Amazonas.
A margem esquerda ainda é pouco habitada, e, por isso, já é alvo da cobiça dos especuladores imobiliários.  A notícia sobre a construção de casas para abrigar moradores do atual bairro dos Milagres, que serão desalojados, já desencadeou a indústria da invasão. Com praticamente nenhuma estrutura básica – água, esgoto e energia elétrica – a ocupação de La Banda será semelhante àquela adotada na Banda De Cá: cada um cuida de si e a Prefeitura corre atrás.
Estou dizendo isso tudo para sugerir a leitura da matéria que está neste linque. Onde contam o que  aconteceu em Iranduba, no Amazonas, após a construção da ponte sobre o rio Negro. Se quisermos, podemos fazer diferente e de maneira certa. (Ilustração: Ponte virtual – DNIT)

Tags

Ponte do Rio Madeira Ponte do rio Negro Porto Velho 

Compartilhar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*