29 de junho de 2012

PELA COLIGAÇÃO

Por José Carlos Sá

Seja qual for o rumo que o PMDB de Porto Velho tomar amanhã, o vice-prefeito Emerson Castro apoiará. Isto porque é um militante leal. No entanto, ele torce para que a Executiva Municipal ponha o pé no chão, a cabeça no lugar e parta para uma coligação com outros partidos, oferecendo a “cabeça” da chapa.
Emerson espera que a dobradinha PT-PMDB continue e justifica: “Fátima [Cleide, candidata do PT] teria o apoio da Dilma; o Lula, está solto fazendo campanha pelo país e pode vir aqui; ela tem militância, tempo de TV, ficha limpa… Com o PMDB coligado, com a nossa militância grande, com nossa experiência politica, não tem boca, meu amigo.”
Vetado logo no início das conversas e com impedimentos particulares, Emerson Castro não insistiu. Mas não desistiu e avisa: “Eu sempre leio que foi da vontade de Deus. Não era para ser agora. Mas não desisti e haverá de chegar o dia. Em 2014 é certo que serei candidato. ALE.”

Tags

Eleições 2012 Eleições 2014 Emerson Castro Fátima Cleide PMDB PT 

Compartilhar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*