02 de junho de 2012

SUCESSÃO DO “MAS”

Por José Carlos Sá

A pipira apareceu hoje aqui enquanto eu tomava café. Ela não aceitou acompanhar-me, mas bicou umas migalhas na mesa e voltou para o pinheirinho.
Ainda com o bico cheio, perguntou:
– Você não acha esta sucessão do prefeito cheia de “mas”?
Meio môco (no sentido de surdo, tá Aerllen?), entendi “cheia demais”.
– Como assim, são poucos pré-candidatos de verdade…
– Não é isso que estou falando. Dizem: “A Mariana é um bom perfil, é jovem, ficha limpa, tem dinheiro, mas… não tem apoio de outros partidos. Não tem coligação”; “O Miguel é o candidato mais preparado, mas… também não tem coligação; “A Fátima Cleide seria uma boa prefeita, mas… o PT praticamente a isolou e um segmento do partido pode estar trabalhando para outro candidato”.
– É, pensando assim…
– Tem mais, Zé. O PDT se mostrou anti-‘Democrático’, realizou prévias, o jornalista Celso Gomes ganhou mas não levou. Vão lançar o Dalton di Franco, que é mais próximo ao senador Gurgacz. O Garçon não sabe se sai candidato ou mantêm o carguinho no governo, O Mauro Nazif não tem grupo, é só ele e o irmão. O discurso “pega bem” para os funcionários públicos, mas hoje eles são minoria da população.
– Então vai dar zero a zero…
– É um bom placar.
Antes que eu puxasse mais assunto, a pipira voou em busca de mais fofocas

Tags

Celso Gomes Dalton di Franco Eleições 2012 Fátima Cleide Miguel de Souza Pipira 

Compartilhar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*