27 de setembro de 2011

TRAVA LINGUA

Por José Carlos Sá

Assisti à cerimônia de assinatura de contrato entre a francesa Alston e a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Porto Velho. Seu Geraldo, presidente da Asprovel e seus associados terão ajuda da ordem de € 67 mil (paroximadamente R$ 165.000) para apoio em equipamentos, carretinhas, veículos para coleta seletiva e a saúde dos catadores.
Na hora dos discursoo sobrenome do Coordenador de Turismo de Porto Velho, Agnaldo Nepomusceno, travou a lingua do seu Geraldo e do diretor geral da Hydro América Latina Alston, o francês Michael Boccaccio, que também não conseguiu falar “sustentabilidade”. Esta foi culpa de quem redigiu o discurso.

Tags

IMMA Trava língua 

Compartilhar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*