23 de maio de 2011

FRONTEIRAS ABERTAS

Por José Carlos Sá

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu sábado, 21, mil e cinquenta munições calibre .556 e 339 munições calibre .762, “grande parte dessas últimas presas em fitas metálicas destinadas a agilizar o carregamento de grandes metralhadoras, e todas de fabricação boliviana”, diz a nota da PRF. Para se ter idéia do estrago que uma desta “balas” pode causar, um tiro pode perfurar um carro blindado. Ou seja, um colete usado pela polícia, seria facilmente atravessado.
Sempre repito, não adianta desarmar o cidadão comum, se armamento e munição continuar entrando pela fronteira. No caso narrado acima, as munições estavam acondicionadas em latas de tintas e o portador estava no ônibus que faz o trajeto Guajará-Mirim – Porto Velho. O destino seria Ariquemes.

Tags

Ariquemes Bolívia desarmamento Fronteira 

Compartilhar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*