01 de fevereiro de 2011

O QUE SERÁ QUE SERÁ?

Por José Carlos Sá

Tomaram posse nas tarde de ontem os novos deputados estaduais de Rondônia. O resultado já era esperado e o deputado Valter Araújo Gonçalves venceu o pleito para presidente do Legislativo, que foi antecipado por muito disse-que-me-disse.
Nada demais neste tipo de eleição. Nenhum tipo das manobras usadas é algo novo. Levar os parlamentares para o “confinamento”, o boato da mala preta, etc., nada há de novidades sob os céus de Rondônia, onde urna foi “emprenhada” dentro do avião ou outra que, antes de chegar ao local da apuração, a eleição estava definida.
Um novo Estado, que todos esperamos, pode estar sendo postergado. Que interesses defendem esta atual mesa da Assembléia Legislativa? Voltam os “cassolistas” que pretendem a prefeitura de Porto Velho? O deputado Valter Araújo, bem votado na capital e que já foi vereador, almeja este cargo? São muitas e inúmeras perguntas.
Outras eleições de presidentes da Assembléia Legislativa de Rondônia foram disputadas antes e nos bastidores, o componente expressivo nessa disputa foi o PT ficar do “outro lado”, já que fez parte da base que elegeu o governador. Este é o principal ponto de interrogação: O PT sem Odair Cordeiro, para que lado vai pender? É estranho perguntar isso ou não?

Tags

ALE PT Trairagem 

Compartilhar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*