30 de abril de 2009

DESABAFO

Por José Carlos Sá

Artigo-desabafo do jornalista Marcos Paulo:

Não sejamos hipócritas

Quando se fala em ética e compromisso com a verdade, qualquer jornalista inseguro dá logo um pulo e bate no peito ao afirmar ter “responsabilidade” perante a sociedade. Parece automático. Assim como é espontâneo para alguns colegas misturar hipocrisia com falso moralismo.

A transparência pouco se vê. Nem mesmo onde era para ser colocada em primeiro lugar. Infelizmente o Sindicato dos Profissionais Jornalistas do Estado de Rondônia, ou Sinjor, serve como exemplo lamentável.

Há quase um mês, quem diria, jamais pensei que exerceria pela primeira vez meu papel de cidadão comum denunciando ao Procon justamente quem era para denunciar e defender abusos patronais.

O motivo é tão inverossímil que até desconfiei de mim mesmo quando soube que há quase um ano nunca estive sindicalizado, embora tenha feito à época os devidos procedimentos para tal. Mas nem isso evitou o desconto indevido do Sinjor no meu contra cheque da alta mensalidade de associado.

Na hora me senti um leitor atônito ao saber que a notícia do dia anterior, que parecia tão verdadeira, hoje não passa de irreal. Em quem acreditar? Não há informações complementares, sequer justificativas. Inacreditável silêncio obscuro.

Pra quê, então, sindicato? Se não há respeito com quem é de direito, falar de ética, moralidade e compromisso com a verdade não passa de pura hipocrisia.

Tags

Hipocrisia Sinjor 

Compartilhar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*