24 de abril de 2009

PASSAGENS

Por José Carlos Sá

Falando em passagens, no ano em que trabalhei na Câmara dos Deputados (2005), houve a necessidade de uma reunião ou audiência pública da Comissão da Amazônia em Belém. Era preciso irem para lá a secretária da comissão e um assessor para os contatos com a Imprensa, recepcionar convidados e assessorar a presidência da comisão (cerimonial) durante o evento. Na ocasião o diretor geral da casa não liberou as passagens, só a do deputado.
Estranho mundo.

Tags

Belém Câmara dos Deputados Comissão da Amazônia Passagens Aéreas 

Compartilhar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*