24 de janeiro de 2009

ALUCINAÇÕES x DELÍRIOS

Por José Carlos Sá

O post anterior foi inspirado em um comentário que a Mar fez sobre um capítulo do livro que ela está lendo: “Manual para a Imprensa – Boas Práticas de Comunicação e Guia com recomendações para um texto claro e esclarecedor sobre doenças mentais e psiquiatria”, editado pela Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP, com apoio da Fenaj. Um dos exemplos que dão é sobre a diferença entre alucinação e delírio.
Delírio é quando alguém vê, por exemplo, duas pessoas conversando e imagina que estão chamando a polícia para prendê-lo, ou seja, que está sendo vítima de alguma conspiração. Na alucinação, se vê tudo do exemplo anterior, no entanto, não existem pessoas. Qualquer semelhança com alguém que você conheça, ainda tem cura.

Tags

Compartilhar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*