20 de outubro de 2008

AI, AI

Por José Carlos Sá

Eu recebo os boletins da Fapesp e gosto de ver o avanço da Ciência, especialmente a nacional, no combate a diversas doenças e males que afligem a humanidade. Mas tem hora que é preciso sair do sério, como esta “divulgação cientifica”: “Um em cada três fumantes é chinêsEstudo publicado na The Lancet destaca impacto na China das doenças crônicas, responsáveis hoje por mais de 70% do total de mortes no país, contra 47% em 1973“.Ora, em qualquer assunto, que se compare coma China, sempre terá um chinês, num grupo de três seres humanos. Eles são três vezes mais numerosos que o resto da humanidade…

Tags

Compartilhar

Comentários

  • Caro AM,
    Eu não podia perder a piada só por conta da matemática…

  • aasmn disse:

    Zé, meu amigo, cuidado com a matemática (sei que jornalista, devogado, escrivinhadores em geral, não gostam muito da bichinha). Mas, ó: no mundo, para cada chinês, há cerca de 4,7 pessoas (coisas da média, não é por causa dos manetas e pernetas, não) e não três como dito no blog. Ademais, eles (os chinos) não são tres vezes mais numerosos que o resto da humanidade. Poderia ser o inverso! Mas a relação é um pouco maior: a humanidade é quase cinco vezes mais numerosos que os dito cujos.

    Abração (é só pra curtir com a cara de quem não gosta dos números).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*