24 de julho de 2006

ELEIÇÕES

Por José Carlos Sá

A mini-reforma eleitoral fez com que os marqueteiros colocassem a imaginação para funcionar para adaptar às novas exigências da legislação. Como ninguém sabe o que pode e o que não pode, acontecem casos como a campanha pela internet. Recebi uma carta do deputado Anselmo de Jesus convidando a fazer parte da “corrente do 13”.

Tags

Compartilhar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*