11 de julho de 2017

Porto Velho é Doboi

Por José Carlos Sá

Sem cerimônia (formal) de transferência de cargo, o prefeito Hildon Chaves se licencia para uma ausência de 30 dias e assume o cargo o vice-prefeito Edgar Nilo Tonial, o Edgar do Boi. Esse ato seria apenas mais um ato administrativo, se não fosse o afastamento do vice-prefeito Edgar do Boi após ser divulgada a delação premiada de um dos executivos da JBS, em que do Boi é acusado de ter cobrado propina para liberar de fiscalização estadual as filiais da empresa em Rondônia. O afastamento,  a pedido do prefeito, aconteceu no dia seguinte à divulgação da denúncia.

Na segunda-feira, 3 de julho, o jornalista e comentarista Sérgio Pires levantou a questão sobre quem substituiria o prefeito Hildon Chaves durante a ausência dele, o que provocou uma discussão sem fim no programa “Papo de Redação”, com a participação intensa de ouvintes. As opiniões eram que o prefeito não poderia entrar em férias agora e que Edgar, no caso de haver a vacância, assumir a Prefeitura.

Reaparecimento do vice-prefeito Edgar do Boi em eventos da mandioca e do inhame (Fotos Condecom)

Como num passe de mágica Edgar, que desde o dia 20 de maio estava desaparecido das solenidades municipais, reapareceu. Fez a reestreia na Festa da Mandioca, no reassentamento Riacho Azul, no dia 6 e, depois, no dia de campo da cultura do inhame, na linha Caracol, na BR-364. A ironia é que a mandioca e o inhame são tubérculos, assim como a batata, que na política sempre está quente…