17 de agosto de 2015

Placa fantasma

Por José Carlos Sá

No mês passado fomos visitar a “Estância Turística de Ouro Preto do Oeste”, ao lermos material distribuído pela Superintendência de Turismo. Quase desistimos de ir pela dificuldade nos contatos com os hotéis. Os telefones tocavam e ninguém atendida. Quando conseguia que uma alma atendesse, não sabia de nada.

Fomos visitar o “Vale das Cachoeiras”, que deixou de ser pousada e está em obras para se tornar um parque temático de águas daqui a dois naos ou mais. Resumindo, lá dispõe da cachoeira, piscinas e área própria para churrascos, além do restaurante.

A cachoeira é bonita e acessível. Um homem fica vigiando e em poucos minutos que estávamos lá ele deu bronca em várias pessoas que subiam nas pedras ou que se aproximavam do barranco, lá em cima. Gente sem noção, que poderia cair, bater a cabeça e acabar com o final de semana deles e com o nosso.

Placas avisam onde é proibido fazer fogo, mas as pessoas são cegas e/ou analfabetas. Qualquer hora tudo vai virar cinzas e jaoera. Nem pousada, nem cachoeira, nem parque… E muito menos água.

Aviso desrespeitado (Foto Marcela Ximenes)

Aviso desrespeitado (Foto Marcela Ximenes)

Tags

Ouro Preto do Oeste Vale das Cachoeiras 

Compartilhar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*