14 de junho de 2015

COISAS DA CHAPADA – V

Por José Carlos Sá

Mais alguns lugares em que estivemos:

Alto do Céu – É uma fazenda onde se explora o turismo. Além do restaurante, logo à entrada e onde você deixa dérreau e o carro. Uma trilha descendente de 750 metros (diz-que) leva até um mirante e uma tirolesa para descida de 750 metros (lá tudo é nesse padrão) e retorno a pé, morro acima.

Do mirante se vê só belezas até onde a vista alcança. Os selfies são necessários com e sem o monopod.

Cachoeira Dona Marta – ‘Banho’ popular, não se cobra entrada (estacionamento dérreau), mas também não tem qualquer infraestrutura, como banheiro, água, etc. As placas que indicam o local estão instaladas em um bar em frente, onde se oferecem para guardar os carros.

Cachoeira Véu de Noiva – É uma das mais famosas e consta nos livros de Geografia no capítulo dedicado ao Mato Grosso. Mas a fama não condiz com a realidade. O acesso é sobre uma trilha coberta de pallets e depois da apreciação, você sobe uma ladeira para o restaurante e lanchonetes e é esfoliado. É bonita, é; mas não é essa “coisa toda”.

MIRANTE DO E. T. – Logo na entrada da cidade tem uma fábrica de móveis em que o artesão, Saurí, entre outras peças rústicas está um E. T. cabeçudo espiando quem passa na BR. Fui lá pedir para fotografar e soube que o lugar se chama “Mirante do E. T.”.

Tags

Cachoeiras Chapada dos Guimarães E. T. Meio Ambiente Mirantes Turismo 

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*