15 de janeiro de 2009

OBSOLECÊNCIA PROGRAMADA

Por José Carlos Sá

Observando a chuva cair com vontade lembrei-me que em Belo Horizonte, há mais de 20 anos, havia uma loja para venda e conserto de guarda chuvas e sombrinhas. Naquele tempo – antes dos descartáveis chineses – um desses acessórios duravam anos. Dias atrás comprei duas sobrinhas, destas que ficam penduradas nas portas das lojas; uma delas, no dia da estréia, se descosturou pela metade e nem vale a pena consertar.

Tags

Compartilhar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*