24 de novembro de 2019

Pesar

Por José Carlos Sá

Soube pelo Twitter da morte do amigo – que há muito eu não via – Gerson Salvador Pinto, o chargista Son Salvador, neste sábado 23. Eu gostava muito das charges dele, políticas e esportivas, e fui apresentado pelo meu então chefe, Márcio Dotti, diretor de jornalismo da Rádio Itatiaia.

Tempos depois, já trabalhando na TV Alterosa fui cobrir o lançamento do “Centifólio do Machão”, de autoria do Luiz Mário “Jacaré” Ladeira e ilustrado pelo Son Salvador, em 1985. Esse Centifólio foi muito criticado à época pelos que não entenderam a brincadeira.

Centifólio do Machão foi muito criticado pelas feministas

As charges esportivas eram as preferidas pelo Son Salvador

Política também era tratada nos desenhos do chargista (Ilustra reprodução)

Que a família receba o conforto e que Deus receba o Son Salvador no seu Reino.