06 de setembro de 2019

A conta bancária que não queria ser encerrada

Por José Carlos Sá

A burocracia bancária colocando sua paciência à prova (Foto blog Marcus Marques)

Estive no Banco do Brasil para encerrar uma conta corrente de 26 anos, pois fui “compelido” a mudar de banco para receber os benefícios de aposentado. A atendente do Banco do Brasil resistiu em providenciar o encerramento da conta, mas devido à minha insistência, fez os procedimentos: eu deveria sacar todo o saldo e retornar no dia seguinte para dar prosseguimento ao processo. Optei por transferir o dinheiro para a nova conta e solicitar ao caixa que abatesse do valor a taxa de transferência.

No dia seguinte voltei à agência. Ao verificar minha conta, a funcionária encontrou a incrível importância de R$ 0,90. Tive que ir ao caixa, enfrentar fila para sacar os centavos e retornar ao atendimento. Com o dinheiro devidamente embolsado, fui surpreendido com outro acontecimento. No período em que fui ao caixa, foi debitado em minha conta a quantia de R$ 1,80. Eu deveria fazer o depósito para, finalmente, ficar livre da conta corrente.

Assinei a carta oficializando o ato e ouvi a recomendação: “A conta do senhor vai ficar por 30 dias em ‘stand-by’, nesse período não pode haver nenhuma movimentação”. O cartão já havia sido destruído, espero não ter surpresas com crédito e débito fantasmas…

Tags

Banco do Brasil Bradesco Burocracia INSS 

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*