05 de setembro de 2019

Metrô de buraquice

Por José Carlos Sá

Metrô de superfície da Região Metropolitana de Belo Horizonte, com 28,1 km de linha (Foto JCarlos)

A Região Metropolitana de Belo Horizonte tem 28,1 quilômetros de linha de Metrô de superfície, projetado, originalmente, para ter 37 quilômetros. O assunto começou a ser ventilado na década de 1970, com a substituição do trem subúrbio e a eliminação das passagens de nível – cruzamento das linhas ferroviárias com as ruas urbanas – onde sempre ocorrem acidentes.

Em 1981 o metrô de Belo Horizonte começou a tomar forma e ser implantado com obras nas estações e linha férrea.

Em 1984, quando eu trabalhava como assessor do deputado estadual Gil César Moreira de Abreu,  que à época era membro da Comissão de Transporte, Comunicação e Obras Públicas e presidente de uma sub-comissão que tratava de assuntos metropolitanos, sugeri a realização de uma audiência pública sobre o futuro Metrô de Belo Horizonte. A audiência foi um sucesso de público e de cobertura da Imprensa local. Mas o resultado foi bizarro.

O responsável pela implantação do projeto, respondendo a uma pergunta, disse que a linha do metrô seria de superfície, já que a configuração da capital mineira não permitia a escavação de túneis, devido ao lençol freático e a outras características da morfologia geográfica da região.

Assim que a informação foi divulgada pela Imprensa, iniciou-se, a princípio como brincadeira e depois como uma manifestação, que os belo-horizontinos não queriam ser inferiores aos cariocas, paulistas ou portenhos, onde os metrôs utilizavam túneis.

O movimento chamou-se “Queremos metrô de buraquice!”, que não deu em nada, só em folclore.

Tags

Belo Horizonte deputado Gil César Moreira de Abreu Metrô Metrô de buraquice 

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*