22 de agosto de 2019

Retrato no chão

Por José Carlos Sá

Foto oficial do governador Carlos Moisés “de castigo” (Foto NSC/Coluna Moacir Pereira)

 

A polêmica política desta semana em Santa Catarina é o pedido feito pelo governador Carlos Moisés (PSL) que solicitou ao Partido a expulsão de três deputados, segundo a imprensa tem divulgado. A Diretoria Nacional do PSL nega que haja qualquer pedido, da parte do governador, de punição a parlamentares.
 
Para que a coisa esquentasse mais, o colunista Moacir Pereira, do grupo NSC de Comunicação, publicou foto do gabinete de um desses deputados que seriam expulsos, mostrando a fotografia oficial do governador no chão, com a legenda “de castigo”. A explicação do deputado Jessé Lopes é que o ato era em protesto contra o corte de subsídios dos defensivos agrícolas (agrotóxicos), prejudicando o setor produtivo agrícola.
 
A cena do retrato no chão me trouxe uma lembrança. Não me recordo que ano estive no Tribunal de Contas para fazer uma entrevista com o então conselheiro Hélio Máximo para o Alto Madeira. A certa altura da entrevista ele disse ter retirado a fotografia do ex-governador Ângelo Angelin, durante o mandato do chefe do Executivo, porque Angelin teria entrado com ADIN – Ação Direta de Inconstitucionalidade para anular o ato de criação do Tribunal de Contas, que foi feito pelo Decreto-lei nº 47, de 31 de janeiro de 1983, do governador Jorge Teixeira.
 
A ADIN não deu em nada e foi mais um desgaste para o governador Angelin.

Tags

governador Carlos Moisés Moacir Pereira NSC Total PSL TCE-RO 

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*