10 de agosto de 2019

Falta d’água vai piorar

Por José Carlos Sá

Muitos bairros já estão sem água (Foto Guia do Estudante)

A falta de chuvas sobre os mananciais que abastecem de água a Grande Florianópolis já está provocando intermitência no fornecimento pela Companhia Catarinense de Água e Saneamento (Casan), que reduziu em 30% a captação nos rios que fornecem água para cerca de dois milhões de habitantes. As cidades mais afetadas são Biguaçu, Santo Amaro, Palhoça, São José e parte da Capital. As prefeituras de Palhoça e Florianópolis divulgaram decretos proibindo que servidores usem água tratada para lavagem de pátios ou veículos da frota oficial.

A situação pode piorar, pois não há previsão de chuvas substanciais para os próximos dez dias, segundo informam os modelos matemáticos utilizados pelos meteorologistas para prever as alterações do tempo.

De acordo com o relatório temático do 15º Congresso Brasileiro de Limnologia, que aconteceu durante esta semana (4 a 9/8) em Florianópolis, se não houver investimentos, até 2035, cerca de 74 milhões de brasileiros sofrerão com a falta d’água.

Tags

Casan Falta d'água Grande Florianópolis 

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*