18 de junho de 2019

Pesar

Por José Carlos Sá

Ontem fui dormir cedo e, há pouco quando acordei, vi diversas mensagens de amigos no meu WhatsApp. Não era a notícia que estou esperando de Porto Velho, mas uma triste: a morte de Dom Moacyr Grechi, aos 83 anos. Vou reproduzir um texto que escrevi em dezembro de 2011:

Entrevista na inauguração da Igreja de São Pedro, no reassentamento Vila Nova de Teotônio (Foto Marcela Ximenes)

“Tive o privilégio de conhecer e conviver (pouco) com o bispo Dom Moacyr Grechi. Seja fazendo entrevistas – uma delas em parceria com o Chico Lemos, para o Gente de Opinião – seja ajudando nas celebrações de missas na Catedral, como comentarista.
Mas a minha admiração pelo religioso vem de longa data, quando do caso do coronel ‘serial killer’ Hildebrando Pascoal. Mesmo ameaçado de morte, Dom Moacyr não se calou e o ex-coronel das barrancas do Rio Branco está atrás das grades.

Assumindo a Arquidiocese de Porto Velho em julho de 98, quis logo conhecer todo o seu rebanho. Nestas indas e vindas, sofreu dois acidentes automobilísticos sérios, mas a missão dele ainda não estava cumprida. Mesmo andando com dificuldades, é um guardião e defensor daqueles que ele chama dos mais humildes. Defensor intransigente da democracia, combate os maus políticos, a compra de votos e a corrupção.
Aos 75 anos (nascemos no mesmo dia), pediu aposentadoria ao Papa Bento XVI e foi substituído ontem (30) por D. Esmeraldo Barreto. Dom Moacyr vai se afastar de seus afazeres episcopais, mas, tenho certeza, continuará a sua missão de portador da palavra de Deus. D. Moacyr, ao senhor que já me abençoou tantas vezes, peço a Deus que o abençoe também e o mantenha por muito tempo conosco”.

Que Deus o receba.

Tags

Chico Lemos Dom Moacyr Gente de Opinião Pesar Vila Nova de Teotônio 

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*