29 de abril de 2019

O quase candidato

Por José Carlos Sá

Tenente-coronel do Exército Carlos Augusto Godoy, comandante do Comando de Fronteira Acre-Rondônia entre 1972 e 1975 (Foto publicada por Alarcão Sidney – Saudosismo Portovelhense – Facebook)

Ao ver a foto do coronel Godoy, publicada por Alarcão Sidney na página do Saudosismo Portovelhense, no Facebook, lembrei de um causo. Era ano da eleição que escolheria o advogado Jerônimo Santana como o primeiro governador eleito do Estado de Rondônia. Nas articulações de bastidores, o Bengala já era dado por eleito, mas faltavam preencher as vagas de vice-governador, senadores (duas vagas) e as nominatas de deputados federais e estaduais. Não precisa dizer que o PMDB era favorito e ainda fazia parte da “Nova República” do presidente José Sarney.

Não me lembro quem me encomendou um texto sobre o assunto e especulei quem poderia ser o vice-governador, com base nas pré-candidaturas postuladas por quase uma dezena de políticos, a maioria sem mandato. A matéria foi publicada e lá pelas dez horas da manhã, recebo no Decom – Departamento de Comunicação – uma ligação telefônica de Brasília (e olha que naquela época – 1986 – fazer um telefonema intermunicipal era difícil, imagine interestadual!). Era o coronel Carlos Godoy, então representante do Governo de Rondônia no Distrito Federal, tomando satisfações sobre a razão de eu não ter incluído o seu nome na minha lista. Tentei explicar que não o conhecia e o nome dele não foi lembrado por minhas fontes, mas foi inútil. Ele não parava de falar e falava alto, que não precisaria nem de telefone para comunicar-se de Brasília a Porto Velho.

Resumo da ópera: Na véspera da convenção, Jerônimo bateu a bengala na mesa e disse, “o vice vai ser o Orestes!”. Os postulantes ao cargo de vice-governador foram inscritos nas chapas para disputar as duas vagas ao Senado. O coronel Godoy ficou fora destas chapas (e isso deu uma confusão…) e, ao final, a ata da Convenção foi sequestrada. Mas isso é uma outra história.

Tags

Coronel Carlos Godoy Decom Eleições 1986 governador Jerônimo Santana Orestes Muniz 

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*