24 de abril de 2019

Deu na rádia

Por José Carlos Sá

Ouvi na Rádio CBN Diário a entrevista do Delegado Geral da Polícia Civil de Santa Catarina, Paulo Koerich, que fez um balanço na Operação #PC27, no Estado. Para começar, os repórteres e apresentadores não se entendiam sobre o nome da operação. Seria “hastag” ou “jogo da velha”?

Na entrevista, o delegado parecia um B. O. falante (Imaginei, se um dia fizerem um programa de computador para o Boletim de Ocorrências falar, seria igual ao delegado). Olhem as expressões que ele usou, do jargão da polícia e que os coleguinhas copiam:

“Tem por escopo”; “restaram presos”; “sentenças condenatórias”; “ter contra si mandato de prisão temporária”; “adolescentes que restaram apreendidos”; “mandatos foram levados a efeito”; “não se logrou êxito”; “logramos êxito”; “substâncias entorpecentes”, e etc.

Tags

CBN Diário Imprensa carijó jargão Polícia 

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*