20 de novembro de 2018

Pesar

Por José Carlos Sá

Coronel Maltez (Foto Divulgação PMRO)

Lamento o falecimento do coronel PM RE Maltez (Jorge Miguel da Conceição Maltez), ocorrido ontem, 19 de novembro, no Rio de Janeiro. Conheci o coronel, superficialmente, nas minhas atividades de assessor de Imprensa, depois, no governo Bianco, tivemos mais contatos, já que ele era o chefe da Casa Militar e eu secretário-executivo da Vice Governadoria e depois secretário do vice-governador. A nossa primeira conversa aconteceu no comecinho do Governo, quando Miguel de Souza encomendou um ofício ao chefe da Casa Militar, abrindo mão da segurança a que tinha direito como vice-governador. Redigi o ofício, que foi assinado pelo Miguel e eu fui entregar em mãos ao coronel Maltez, que leu o documento e disse que teria que negar o pedido: – A segurança faz parte do exercício do cargo. Vou conversar com o vice-governador, que eu sou o responsável pela segurança dele e da família. Se acontecer alguma coisa com eles, eu serei responsabilizado”.

A partir daí sempre que nos encontramos ou que eu necessitava de alguma ajuda da Casa Militar, fui sempre tratado com deferência. Depois do final da administração Bianco, nos vimos poucas vezes, perdendo o contato totalmente, até a manhã de hoje, quando a Marcela enviou-me a nota de pesar da Polícia Militar publicada em um saite da capital,  e perguntou se eu conhecia o coronel Maltez. Levei alguns minutos para responder positivamente, enquanto me lembrava dos fatos narrados acima. Mais uma perda de um homem bom e íntegro. Envio os meus sentimentos à família e amigos, entre eles os coronéis Josanildo Querino e Gutemberg.

Reproduzo abaixo a nota de pesar emitida pelo Governo do Estado:

Nota de pesar
Com pesar, o Governo de Rondônia lamenta o falecimento do coronel reformado da Polícia Militar, Miguel Jorge da Conceição Maltez. Conhecido por Maltez, ele foi pioneiro na Corporação Militar Estadual e prestou relevantes serviços a Rondônia no decorrer da década de 1980. Foi chefe da Casa Militar no Governo de José de Abreu Bianco [1999-2003].
Reconhecido no período da migração de milhares de brasileiros rumo a Rondônia, quando a PM participou da organização e da segurança de Porto Velho e outras cidades, o coronel Maltez recebeu honrarias, uma delas, a Medalha do Príncipe da Beira. Externa e internamente, notabilizou-se pelo saber, boa vontade e destemor em trabalhar pela causa pública. Dirigiu o Centro de Formação de Praças da PM e formou gerações para destacamentos, pelotões e batalhões estaduais, aos quais transmitiu lições de ética.
À família, ex-companheiros de farda, amigos e a todos os que o conheceram, nossos votos de condolências.

DANIEL PEREIRA
Governador