24 de outubro de 2018

Após a euforia… Só Deus sabe!

Por José Carlos Sá

Cara a cara, o que você me diz? (Fotos Uol e Divulgação)

A quatro dias das eleições, em meio a uma guerra de acusações de parte a parte, tanto na campanha presidencial, quanto para os governos dos estados onde haverá segundo turno, as cabeças dos eleitores – até aqueles com os votos definidos – estão confusas. Enquanto as trocas de denúncias continuam cada vez mais intensas, quase nada sabemos do que cada um candidato pretende fazer, se eleito.

Daí o título: “Após a euforia… Só Deus sabe!” Na noite de 28 de outubro, próximo domingo, após as 19h30, haverá “Paz alegria geral/Todo morro vai sambar/antecipando o carnaval/Vai ter batucada/Uma missa em ação de graças/Vai ter feijoada/Whisky com cerveja/E outras milongas mais…/Muitas queima de fogos/E saraivada de balas/Pro ar…”*

A minha preocupação é o dia seguinte. Sem planos de governo, sem equipes formadas, sem rumos definidos e com a oposição inconformada com a derrota, o Brasil pode perder o rumo, que já é precário. O clima de animosidade que já existe entre as torcidas organizadas antagonistas nas ruas e nas redes sociais – até no Instagram! – pode se acirrar muito e uma anarquia se instalar, com a volta dos black blocs e outros grupos de intolerantes. Deúsolivre!

Em resumo: Independente de quem ganhar todo mundo perde.

 

*Música incidental “Charles, Anjo 45, do Jorge Ben Jor