16 de outubro de 2018

Civil de coturno

Por José Carlos Sá

Depois de anunciar apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro, o candidato a governador de Rondônia adotou o vocabulário castrense. Assistindo/ouvindo a um dos programas de tevê do candidato, notei o que ele utilizou várias palavras que lembram o vocabulário dos quartéis: “(…) Começa agora uma nova batalha. Sempre fui e sempre serei um soldado de Rondônia. Rondônia é o meu país, a minha luta é pelos rondonienses (…); Cada um que votou em mim, tenho certeza, forma o meu exército de aliados. Um exército que vai lutar para gente conquistar ainda mais votos nesse segundo turno (…)”.

Como diria o saudoso Sérgio Mello, “será, gente?”

Tags

Eleições 2018 Expedito Junior Jair Bolsonaro Quartéis 

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*