23 de setembro de 2018

Oportunidade onde todos reclamam

Por José Carlos Sá

A espera na fila é, em média uma hora e 15 minutos (Fotos JCarlos)

Na nossa visita à Guajará-Mirim, ficamos aproximadamente três horas parados na obra de alteamento da BR-364, na altura da antiga vila de Mutum-Paraná, somando os tempos da ida e da volta, mais a sensação temporal de muita demora.

Os vendedores aproveitam para ganhar uns trocados (Fotos JCarlos)

Enquanto os motoristas reclamam, algumas pessoas aproveitam para ganhar dinheiro, vendendo água mineral, banana frita (chips), biscoitos, caldo de cana, picolé e salgados. Barracas improvisadas foram montadas nas margens da rodovia e os vendedores vão para lá e para cá empurrando carrinhos de mão com as mercadorias.

O lado perverso da espera é o acúmulo de lixo nas margens da rodovia, como constatou a repórter deste Banzeiros, Marcela Ximenes:

Lixo na margem da rodovia (Fotos Marcela Ximenes)