22 de maio de 2018

Sequestro do liso

Por José Carlos Sá

Foto meramente ilustrativa (Saite Saindo do sufoco)

Enquanto colocava mais uma carreira de tijolos na obra, o celular tocou. Uma voz autoritária dizia que tinham sequestrado o filho dele e o resgate era de cinco mil reais.

Sem desligar o telefone, o pedreiro olha para o encarregado e diz, quase chorando:

– Onde vou arranjar cinco mil?

Sem saber do que se tratava, o encarregado disse para pegar uma arma e assaltar um banco.

– Tô falando sério! O cara tá dizendo aqui que sequestrou meu filho e tem outro baleado no carro…

Um colega que ouvia a conversa, sentenciou: “Isso aí deve ser tráfico de órgãos! Quem vai sequestrar filho de liso?”

Era mais um falso sequestro, que só não deu certo porque a vítima não tinha dinheiro.

Tags

Falso sequestro Leseira Porto Velho 

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*