18 de fevereiro de 2018

Intervenção na (in)segurança do Rio de Janeiro

Por José Carlos Sá

Não sei se já contei, mas tenho pânico ao chegar ao Rio de Janeiro. Em uma das viagens, quando o comandante do avião avisou que iniciava o procedimento de pouso, fui tendo uma suadeira, que só parou quando cheguei ao hotel. No taxi, pedi ao motorista que corresse mais do que ele estava correndo, para passar logo a Linha Vermelha, vai que uma bala perdida me ache…

Ao comentar o pôste acima, do amigo Léo Ladeia no Facebook sobre a controversa, mas necessária, intervenção federal na segurança pública daquele Estado, escrevi:

Não acredito que haverá tiroteio contra militares. Os bandidos sabem que o buraco é mais embaixo. O problema no Rio de Janeiro vem da ausência (voluntária) do Estado. O banditismo tomou ‘de conta’ e uma parte da polícia e instituições foi para o lado negro da força..