30 de novembro de 2017

Governador, prazer em conhecê-lo

Por José Carlos Sá

Foi só com a mudança de endereço do escritório de contabilidade que atende a Banzeiros Comunicação é que fui saber da existência do governador Ari Marcos, nome da antiga rua 8, onde foi se instalar o contador.

A primeira pergunta foi: quem é esse cara e porque é nome de rua em Porto Velho?

Governador Ari Marcos da Silva (Foto Internet)

Pedi ajuda ao gúgol e as primeiras três páginas se referiam à rua. Lá adiante é que descobri que Ari Marcos da Silva foi governador do Território de Rondônia de 27 de março de 1963 a 14 de outubro de 1963. Mas era só. A relação de governadores de Rondônia se repetiu em outros saites. A salvação estava na minha biblioteca. Os professores Esron Penha de Menezes, com o seu “Retalhos para a História de Rondônia” e Francisco Matias, com “Formação Histórica e Econômica de Rondônia” me ajudaram.

Cachoeira de Samuel em 1979 (Foto Juscelino Amaral – Saudosismo Portovelhense)

UHE Samuel (Foto Eletronorte/Eletrobras)

Nestes dois livros soube que Ari Marcos Silva é (ou era) capixaba de Vitória, estudou em Minas Gerais, onde se formou em Medicina Veterinária, com especialização em equinos. Exerceu vários cargos públicos e foi nomeado governador pelo presidente da República João Goulart. O seu principal legado a Rondônia foi a determinação para que fossem realizados estudos para o aproveitamento hidrelétrico da cachoeira de Samuel, no rio Jamary, o que viria a ocorrer algumas décadas depois. A UHE Samuel começou a ser construída em 1982 e foi concluída 14 anos depois, devido à falta de recursos orçamentários do Governo Federal.

Muito prazer, governador.

Tags

Eletronorte Esron Menezes Francisco Matias governador Ari Marcos Silva Rio Jamary UHE Samuel 

Compartilhar

Comentários

  • Leo Ladeia disse:

    Oi Ze, adoro esses fragmentos de história que voce garimpa. Moro num bairro cujas ruas reverenciam os prefeitos de Porto Velho. Não sei quantos foram e nem se estão todos contemplados. Na minha rua “Bohemundo Afonso” moram a neta do próprio Bohemundo e mais dois ex-vereadores da antiga: Pedro Strutos e Alvaro Costa. Junte aí e vamos levantar se está tudo certinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*